(81) 981856947

NO AR

Viva Vida

www.radiovivavida.com.br/

Brasil

Cidades do Sertão de PE registram poucos casos de Hepatite C

Publicada em 10/08/17 as 17:38h por G1 - 11 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Novas ações para o tratamento da Hepatite C, no Brasil, foram recentemente anunciadas pelo Ministério da Saúde. O tratamento, que antes era autorizado somente em pacientes graves, será ampliado a pacientes em níveis iniciais da doença. A expectativa é de que todos os diagnosticados com a doença sejam tratados em até dois anos.

No Sertão de Pernambuco, os índices de contágio da Hepatite não são alarmantes. Em Petrolina, foram contabilizados, em 2016, 20 casos de Hepatite C. Quanto aos tipos A e B, foram notificados três e sete casos, respectivamente, no mesmo ano. Ainda não há dados atualizados, da Secretaria Municipal de Saúde, referentes ao ano de 2017.

As vacinas para os tipos A e B são disponibilizadas pelo Sistema único de Saúde (SUS). O município oferece testes rápidos para detectar os tipos B e C.

Em Araripina, a incidência é mínima. Este ano, nenhum caso de Hepatite foi notificado. O município oferece testes rápidos para detectar os tipos B e C e vacinas para os tipos A e B, sendo as do tipo A insuficientes para suprir a cota mensal da cidade, segundo informações da assessoria de comunicação da prefeitura.

Doença

A Hepatite é uma doença que atinge diretamente o fígado. Seus tipos mais comuns são as Hepatites A, B e C. A Primeira é transmitida por meio da água ou de alimentos contaminados ou via contato, e tem como sintomas febre, pele e olhos amarelados, urina com "cor de coca-cola", náusea e vômitos. Os tipos A e B podem ser detectados através de exame de sangue e o tipo C, através de teste rápido.

Os tipos B e C são transmitidos pelo sangue, por meio de relações sexuais e de mãe para filho. Os sintomas são parecidos com o do tipo A, mas geralmente são silenciosos, podendo ser detectados por meio de testes específicos para o vírus. O vírus da Hepatite C pode evoluir para cirrose hepática e câncer de fígado, e levar o paciente a precisar de transplante de órgão.

A vacina da Hepatite A é disponibilizada para crianças de um a dois anos de idade. A do tipo B é disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para pessoas de até 49 anos de idade. Não existe vacina contra o tipo C.

Incidência no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, milhões de pessoas são portadoras do vírus da Hepatite C (HCV), no Brasil, mas desconhecem o fato. O vírus, que pode ser transmitido através do sangue, de contato sexual e até de mãe para filho, atinge cerca de 1,7 milhões de pessoas em todo o país, sendo 80 % delas com mais de 40 anos de idade.

Prevenção da Hepatite C

Apesar de não haver vacina para o vírus do tipo C, existem formas de prevenção da doença: o uso de preservativos durante a relação sexual; o não compartilhamento de seringas e demais materiais que possam cortar a pele; e cuidados higiênicos ao fazer tatuagens, acunputura e colocar piercings no corpo, por exemplo.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

ENQUETE
O que leva um jovem a usar drogas ?

 Falta de informação
 Um refúgio para os problemas do dia a dia
 Falta de estrutura familiar
 Ausência de Deus







.

LIGUE E PARTICIPE

Visitas: 2774
Usuários Online: 5
Copyright (c) 2017 - Viva Vida